Seasc promove roda de conversa com mães e pais de PcD durante o ‘Sergipe é aqui’ em Poço Verde

De acordo com a Secretaria de Assistência Social do Município, 1150 pessoas possuem alguma deficiência em Poço Verde

No município de Poço Verde, localizado no centro-sul sergipano, a Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Seasc) realizou uma série de iniciativas durante esta quinta-feira, 23, como parte da 16ª edição do programa de Governo Itinerante ‘Sergipe é aqui’. O evento ofereceu uma ampla gama de serviços para atender às necessidades da comunidade, destacando-se uma roda de conversa sobre inclusão destinada a pais e mães de pessoas com deficiência (PcD) do município. De acordo com a Secretaria de Assistência Social do Município, 1150 pessoas possuem alguma deficiência. Os dados foram extraídos do e-SUS.

Segundo a coordenadora de Políticas Públicas da Pessoa com Deficiência da Seasc, Suellen Graziele, foi uma manhã de escuta e construção conjunta com a população. “Realizamos uma roda de conversa com pais e mães de pessoas com deficiência para compreender a vivência deles em Poço Verde, identificando o que está faltando, as experiências positivas e suas expectativas. Uma das respostas que recebemos é que eles se sentem acolhidos, porque o estado está ouvindo suas vozes. Esses pais e mães são fundamentais para aquilo que o estado produz, e nossa intenção é abraçar a todos. Estamos aqui para ouvir cada indivíduo”, ressalta.

Maria José de José Oliveira, mãe de uma criança de 11 anos com paralisia cerebral, destacou a importância da roda de conversa e de buscar uma rede de apoio. “Durante essa conversa, discutimos sobre os pontos que precisam ser melhorados no município. Essa discussão aqui foi muito válida porque estamos aqui para nos unir e buscar melhorias para todos”, analisa.

Moradora de Poço Verde e mãe de uma criança de seis anos com autismo, Josefa Eliane de Jesus relatou durante o encontro que sente dificuldade para acessar a equipe multidisciplinar do município e destacou a importância deste momento de ser ouvida pelo Estado. “Hoje foi discutida muita coisa boa. Esclarecemos dúvidas, falamos sobre como buscar nossos direitos. A partir de agora, surgiu uma esperança”, considerou.

Segundo a primeira-dama e secretária Municipal de Assistência Social de Poço Verde, Cláudia Oliveira, a prefeitura está amparando não somente as pessoas com deficiência, como também suas famílias. “Estamos formando grupos de apoio com mães e crianças para que possamos promover a inclusão e a compreensão das pessoas sobre a importância de incluir e agregar, para que possamos ter uma sociedade forte. A rede em Poço Verde trabalha em conjunto. Nós vamos sentar, pegar todas as reivindicações da população e transformar em realidade”, ressalta a secretária.

Outras ações

Durante a edição de Poço Verde, a Seasc ofereceu uma variedade de serviços, incluindo a emissão do RG Inclusivo para pessoas com deficiência, idosos e pacientes em tratamento oncológico. Exemplos de ações bem-sucedidas incluem roda de conversa intersetorial para o fortalecimento da rede socioassistencial e o projeto ‘Inclusão pela Arte’, no qual foi utilizada pela primeira vez a arte em cerâmica.

A Seasc também abordou diversos programas e iniciativas, incluindo uma exposição de produtos produzidos pela Associação de Apicultores de Poço Verde. Houve ainda uma exposição de produtos com o objetivo de promover o acesso a informações sobre alimentação saudável, incluindo orientações nutricionais.

Ações para o público infantil

Atividades dedicadas ao público infantil também integraram as ações do Governo Itinerante em Poço Verde. Nesta edição, 33 crianças participaram do Cine POP, uma sessão de cinema que abordou os Direitos Humanos e ampliou o debate sobre o papel das crianças na construção de seu próprio desenvolvimento e da sociedade em que vivem.

Outra ação realizada foi a ‘Escuta Qualificada Infantil’, um espaço de ampliação, acolhimento e compreensão das opiniões e desejos das crianças. Essa atividade baseia-se no Marco Legal da Primeira Infância, que dispõe sobre políticas públicas voltadas para crianças de zero a seis anos e vem sendo desenvolvida pela Seasc nos municípios sergipanos.

Última atualização: 18 de janeiro de 2024 16:01.

Pular para o conteúdo