Parceria entre Governo e Unit promove oficinas de moda para jovens do bairro Santa Maria

Oficinas utilizarão como matéria-prima o excedente das roupas doadas pela população às vítimas das chuvas de julho

Para desenvolver habilidades de criação e incentivar o estudo através da Moda, a Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência Social e do Trabalho (Seit) firmou parceria com a Universidade Tiradentes (Unit) cujo fruto, o Projeto ‘Inventa Moda’, foi apresentado à juventude do Bairro Santa Maria na última segunda-feira, 21. O encontro aconteceu no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do Santa Maria, onde 15 jovens foram selecionadas para participar da primeira edição do projeto, que prevê encontros três vezes por semana na Unit, até o final de novembro.

De acordo com Kian Lemos, referência técnica de Juventude da diretoria de Inclusão e Direitos Humanos da Seit, o Governo do Estado tem a função de pensar o debate de juventude dentro do recorte de Direitos Humanos e, a partir disso, o curso foi desenvolvido. “Esse curso nasce da proposta de conseguir fazer um projeto de Direitos Humanos que beneficie diretamente a juventude da periferia, neste caso específico, da comunidade do Santa Maria. Nessa primeira turma, temos o quantitativo de 15 jovens, que terão a experiência de criação e execução na área de Moda, proporcionando uma atividade que objetiva incentivar o estudo das alunas, pensando em possibilidades futuras para o mercado de trabalho”, disse.

A matéria prima para a execução do projeto virá do excedente das roupas doadas pela população para os desabrigados das chuvas que acometeram Sergipe no último mês de julho. As peças serão customizadas para criar novos produtos, a partir do uso dos tecidos e aviamentos das mesmas roupas, levando em conta os conceitos da alta costura. Serão oficinas das quais os jovens acompanhados pelos projetos sociais da Seit participarão, junto das acadêmicas de Moda da Unit, que culminarão com um desfile da coleção e posterior doação das peças.

De acordo com a secretária Lêda Lúcia Couto, o projeto visa o empoderamento da Juventude e a criação de alternativas profissionais para eles. “Nós pensamos o projeto para dar uma destinação tanto justa quanto coerente àquelas roupas, que são a materialização da grande solidariedade da população sergipana. Ao mesmo tempo, estamos encontrando formas de, através de parcerias, levar benefícios e oportunidades de qualificação para esses jovens, que estão apenas começando a vida e precisam ter esperança de futuro”, pontuou Lêda.

A seleção das alunas para o curso foi feita pela equipe do CRAS. De acordo com o plano de execução do projeto, a proposta inicial é a de promover o curso até o fim de novembro no bairro Santa Maria, com a possibilidade de expansão para mais localidades de Aracaju e outros municípios sergipanos. A realização das oficinas será nas dependências do laboratório de moda da Unit, com carga horária totalizando em 60h. Além das oficinas e desfile, o projeto objetiva a promoção do empoderamento das participantes, o estímulo à economia criativa e ao empreendedorismo local.

Geniclaudia Nascimento Garção é uma das acadêmicas do curso de Design de Moda da Unit que irá auxiliar as alunas ao longo do projeto. “Esse primeiro encontro é fundamental para sanar as dúvidas e apresentar as etapas do projeto às alunas. Somos responsáveis por ensinar e capacitá-las para que possam fazer uma coleção e, a partir da coleção, realizar um desfile com customização. A partir daí, pretendemos inspirar e formar grupos de trabalhos que agreguem renda para essa comunidade, futuramente”, explicou.

As participantes selecionadas demonstraram entusiasmo com a reunião e o início do curso. “Eu estou desempregada e sempre me interessei pela área de moda. Quando uma oportunidade dessas chega a nós, não devemos perdê-la, pois além de ser um assunto que eu gosto, é também uma oportunidade para que eu ingresse no mercado de trabalho”, afirmou, esperançosa, a jovem Maria Eduarda (Duda) da Silva, de 20 anos.

Marcela dos Santos, também selecionada pelo Inventa Moda, ressaltou a importância do curso para resgatar a autoestima e lhe proporcionar conhecimento. “Nem todo mundo pode ter acesso a cursos como esses, e nós somos privilegiadas. Estou muito feliz porque eu quero aprender um pouco de tudo, não só porque eu gosto e acho importante que a gente saiba o que usar e como usar para se sentir melhor, mas também porque é uma área interessante de muito aprendizado e informações novas”, concluiu.

|Fotos: Pritty Reis

Última atualização: 23 de outubro de 2019 15:52.

Pular para o conteúdo