Publicado em 25 de agosto de 2020 às 14:52.

LIVE discute o dia a dia da Lei Maria da Penha nos territórios e políticas para as mulheres


SEIAS realiza encontro virtual pelo Youtube nesta quinta-feira, com a participação de representantes da Rede de Atendimento à Mulher Vítima de Violência nos municípios

Para debater sobre o atendimento e acompanhamento das mulheres vítimas de violência em Sergipe, acontecerá nesta quinta-feira (27), às 16h, a Live “O dia a dia da Lei Maria da Penha no território”, com transmissão ao vivo no YouTube SEIAS SE. Realizado pela Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (SEIAS), o encontro virtual contará com a participação de referências em políticas públicas para as mulheres, que dialogarão sobre casos e experiências práticas, a aplicabilidade da Lei nas cidades e a articulação entre a Rede de Atendimento à Mulher, em Sergipe.

A Live terá as participações de Maria Guadalupe Batista, coordenadora do Centro Regional Especializado no Atendimento à Mulher (CREAM) e coordenadora de Políticas para as Mulheres em Estância; e de Cristiane Soares de Oliveira, coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres em Lagarto. Ambas também presidem os respectivos Conselhos Municipais dos Direitos da Mulher (CMDMs) em suas cidades. A mediação do debate ficará por conta da representante estadual Erika Leite, referência técnica em Políticas para as Mulheres da SEIAS e presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (CEDM).

“A proposta de construirmos a Live é fortalecer a elaboração de políticas públicas do Governo do Estado junto aos municípios, trazendo duas mulheres atuantes em seus territórios há muitos anos. A intenção é pensarmos juntas uma política de rede bem articulada entre municípios, Secretaria Estadual de Segurança Pública, Conselhos de Direitos da Mulher e outros órgãos fundamentais nesse processo, juntamente com a Coordenadoria do Estado. Trazer as duas representantes para este momento de fala e escuta promove a construção de parcerias, principalmente neste momento de pandemia, em que muitas mulheres estão sofrendo”, ressaltou a representante estadual e mediadora da Live, Erika Leite.

Durante a pandemia, muitos casos de violência contra a mulher foram subnotificados, gerando dificuldade para a aplicação da Lei, sobretudo em locais menos acessíveis, segundo destaca a diretora de Direitos Humanos da SEIAS, Ana Márcia Menezes. “Em Sergipe, tivemos um caso de feminicídio por semana, em 15 dias. Isso é preocupante. A Lei Maria da Penha completou 14 anos e, ano a ano, vem se modernizando, buscando ampliar sua eficácia. Mas, precisamos discuti-la diuturnamente, principalmente em comunidades mais distantes, bairros, periferias e municípios sergipanos, para que cada vez mais a sociedade saiba das possibilidades da Lei e do acesso à rede de enfrentamento à violência contra a mulher”, enfatizou a diretora estadual de Direitos Humanos.

A Live acontecerá nesta quinta-feira (27), às 16h, no canal do YouTube SEIAS SE, através do link: https://youtu.be/2qfsScJC8JI