Governo de Sergipe inicia entrega dos novos cartões CMais às secretarias municipais

Equipes da Assistência nos municípios farão a entrega dos cartões aos beneficiários

A partir desta segunda-feira (19), o Governo de Sergipe começa a entregar, para as gestões municipais da Assistência Social, os cartões dos novos beneficiários do programa Cartão Mais Inclusão – CMais. Os cartões são referentes à nova modalidade do CMais Apoio Emergencial, que beneficiará 5 mil trabalhadores autônomos ou informais inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), em situação de extrema pobreza ou pobreza. O benefício corresponde a duas parcelas de R$ 200 para aquisição exclusiva de alimentos. De acordo com a Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (SEIAS), o Banese já finalizou a confecção dos cartões, que serão entregues aos representantes municipais ao longo desta semana.

Após o recebimento, as gestões municipais ficarão responsáveis pela entrega dos cartões aos beneficiários, já com a primeira parcela do benefício carregada, como explica a coordenadora estadual do CMais na SEIAS, Kátia Ferreira. “Os secretários municipais de Assistência Social estão recebendo a relação nominal dos beneficiários e os cartões para entrega imediata. Os cartões dos beneficiários que não forem encontrados serão devolvidos à SEIAS e ao Banese. Caso isso ocorra, faremos uma nova filtragem no CadÚnico em substituição, até atingir novamente a quantidade total de 5 mil beneficiários”, explica Kátia. O alinhamento foi feito com os municípios em reunião virtual realizada na última semana.

Para monitorar a entrega dos cartões aos beneficiários, a SEIAS, entre outras ações, envia uma planilha para registro das entregas, que deverá ser preenchida pelas gestões municipais, informando o Status de Entrega ou o Motivo da Não Entrega. “Quando as gestões municipais buscarem pessoalmente os beneficiários para entregar os cartões, elas também deverão preencher a planilha de validação para informar se o cartão foi entregue ou se não, e neste caso, deverá especificar o motivo da não entrega, a exemplo de mudança de endereço, falecimento do beneficiário, ou saída do perfil para recebimento da nova modalidade”, completa Kátia Ferreira.

Atualização do CadÚnico

A nova modalidade do CMais Apoio Emergencial foi instituída através da Lei 8.825 (de 1º de abril de 2021), destinada ao pagamento de duas parcelas de R$ 200 a trabalhadores autônomos, empregados informais ou domésticas sem carteira assinada. O programa não possui inscrição específica. Os beneficiários são extraídos da base já existente do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), entre aqueles que se encontram em situação de extrema pobreza ou pobreza, e que não estão inseridos em outras modalidades do CMais nem no Programa Bolsa Família. A recomendação da Secretaria de Estado da Inclusão é que o cidadão sempre mantenha seus dados atualizados no CadÚnico.

“Tudo começa por lá. O Cadastro Único é a porta de entrada principal para os programas sociais. E é fundamental que a atualização das informações seja sempre realizada pelos beneficiários, para que os dados dali extraídos possam refletir a real situação das famílias, possibilitando uma informação segura e atual”, destacou o coordenador estadual do Cadastro Único na SEIAS, José Carlos Passos. Informações sobre o CMAIS podem ser acessadas pelos beneficiários e público em geral através do telefone (79) 9 9191-6032, de segunda a sexta-feira, das 08h às 13h.

Última atualização: 19 de abril de 2021 13:23.

Pular para o conteúdo