GRANDE ARACAJU | Governo encerra ciclo de encontros territoriais para integração do Programa Criança Feliz com os serviços socioassistenciais

O último encontro regional de Integração do Programa Criança Feliz com o Sistema Único de Assistência Social aconteceu nesta quinta-feira, 21, no auditório da Faculdade Estácio, reunindo os nove municípios da Grande Aracaju: Aracaju, Barra dos Coqueiros, Itaporanga D’Ajuda, Laranjeiras, Maruim, Nossa Senhora do Socorro, Riachuelo, Santo Amaro das Brotas e São Cristóvão. Durante os meses de outubro e novembro, a Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência Social e do Trabalho (Seit) realizou oito encontros em todas as regiões do estado de Sergipe, em parceria com as secretarias municipais, com o intuito de integrar as equipes do Criança Feliz e dos serviços socioassistenciais voltados para a primeira infância no SUAS.

A abertura do encontro contou com a apresentação do Circo Cidadania, com as crianças do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos do Centro de Referência de Assistência Social do bairro 17 de Março. A coordenadora do CRAS Maria Diná, Tatiana de Souza, explicou como as oficinas são trabalhadas. “A gente trabalha lá com muitas oficinas lúdicas, pois é o meio que a gente tem das crianças discutirem todas as temáticas sérias, brincando, para que eles consigam aprender. Na apresentação, eles praticamente declamaram o ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente]. Então a gente trabalha isso na sala com o educador social e o mesmo tema é trabalhado nas oficinas de teatro, dança, percussão, entre outras oficinas que são interligadas às temáticas trabalhadas”, disse.

Assim como nos outros municípios, o encontro foi bem recebido e contou com grande adesão das equipes. De acordo com a coordenadora do Programa Criança Feliz em Sergipe, Izabel Almeida, a Seit foi acolhida com muito carinho pelas cidades em que passou com os encontros. Ela detalhou a quais serão os próximos passos de agora em diante. “A gente percebeu que cada território tem suas especificidades e particularidades e, a partir de agora, através dos documentos que já foram construídos, vamos produzir estratégias de chegar nesses territórios em uma construção coletiva com os técnicos, a partir dos relatos que fizeram sobre o seu dia a dia. Iremos analisar e responder as demandas que eles apontaram sobre o Programa Criança Feliz”, afirmou.

Segundo a multiplicadora do Programa Criança Feliz, Kelly Ribeiro, bem como nas outras regiões, um panorama geral foi exposto da Grande Aracaju. “A gente trouxe um panorama do levantamento da Grande Aracaju e apresentamos aos nove municípios que foram convidados. Fizemos também um levantamento de como está a execução do Programa nesses municípios, além de um levantamento da rede socioassistencial. O panorama geral é bom, contudo, precisa de mais incentivo. A nossa ideia é ouvi-los sobre as dificuldades e desafios que enfrentam na execução do Programa, para que possam melhorar cada vez mais”, comentou.

Além da explanação do panorama do território e de palestras sobre o papel do Sistema Único de Assistência Social [SUAS] na Primeira Infância, e da Integração SUAS E PCF, foram divididos grupos em três eixos. O primeiro eixo trabalhou a atuação na rede sociassistencial e a atribuição dos diversos atores do território, no cuidado com a Primeira Infância. O segundo eixo discutiu o trabalho social com famílias e a intersetorialidade para garantia da integralidade do atendimento. O terceiro eixo abordou fluxos, monitoramentos e registro de informações.

A coordenadora do CRAS do bairro Coqueiral, Ana Carolina Trindade dos Santos, falou sobre a importância dos eventos que a Seit promoveu em todas as regiões do estado. “Esses encontros são de extrema relevância, para que os municípios troquem experiências e conheçam a realidade dos outros municípios, e numa conjuntura adversa na política de assistência social, construir algumas estratégias de fortalecimento da proteção básica da assistência social”, afirmou.

A técnica de referência do Programa Criança Feliz em Itaporanga D’Ajuda, Carla dos Santos, também parabenizou a iniciativa do Estado de promover esses encontros para o aprofundamento nas questões relacionadas à integração do PCF ao SUAS. “A gente sabe da importância do trabalho que desenvolvemos e do fortalecimento dessas famílias no Programa Criança Feliz com os usuários do SUAS. Fazemos a integração não só com o PCF, mas também com o serviço de Proteção e atendimento integral à família (PAIF), em Itaporanga”, concluiu.

Última atualização: 21 de novembro de 2019 16:57.

Pular para o conteúdo