Vice-governadora participa de II Seminário Internacional sobre Primeira Infância no Ceará

A segunda edição do encontro teve como público mais de mil gestores da esfera nacional, estadual e municipal, profissionais e entidades que realizam trabalhos em prol da infância

Com o objetivo de conhecer experiências exitosas que culminem no desenvolvimento infantil, a vice-governadora de Sergipe, Eliane Aquino, participou do II Seminário Internacional Mais Infância Ceará, que aconteceu nos dias 28 e 29 de maio e foi promovido pela Secretaria de Proteção Social, Justiça, Mulheres e Direitos Humanos (SPS) do estado do Ceará.

Para a vice-governadora Eliane Aquino, conhecer mais de perto o Programa Mais Infância e participar do seminário foram experiências muito enriquecedoras, principalmente pelo foco no acolhimento integral, desde a gravidez. “A participação neste seminário tem total relação com o desenho de intersetorialidade que desejamos ter em Sergipe. O programa Mais Infância do Ceará é resultado de anos de trabalho com foco no acolhimento e numa rede de cuidados na primeira infância, que começa ainda na gravidez da mãe e vai até o momento que a criança completa seis anos. É um trabalho integrado, de vários órgãos do governo. Este seminário, a forma como ele é organizado, reflete a dimensão do programa Mais Infância Ceará, e é uma referência para mim e Belivaldo Chagas. Esse é um desejo nosso para todos os pequenos sergipanos”, explica a vice-governadora.

A coordenadora da Rede de Atenção à Pessoa com Deficiência da Secretaria de Estado da Saúde de Sergipe, Alynne França, acredita que o Seminário Mais Infância Ceará traz um despertar muito importante na área de promoção e prevenção à saúde, que também deve levar em conta o contexto social. “A Primeira Infância faz a diferença dentro de qualquer programa de promoção ou prevenção da Saúde. O olhar para as singularidades de cada criança a partir do contexto social em que estão inseridas, impacta no seu desenvolvimento físico e emocional e isso é saúde. O seminário apresentou discussões sobre a importância do afeto, do brincar na primeira infância como um reflexo dos adultos que teremos, um investimento agora que a longo prazo nos trará frutos de adultos mentalmente mais saudáveis e fisicamente mais dispostos”, enfatiza.

O estímulo à educação também é outro pilar fundamental na construção de uma sociedade mais saudável, sobretudo nos primeiros anos de vida. O governador do Ceará, Camilo Santana, destacou que dentre os bons resultados na área da infância, o Ceará comemora a liderança no país em vagas para crianças em creches. “O maior resultado que a gente pode mensurar é que o Ceará hoje é o estado que tem a maior cobertura de creches para crianças no Brasil. Isso é um dado importante porque o Programa Mais Infância Ceará tem vários eixos, como o do espaço para as crianças brincarem, o eixo do acompanhamento domiciliar, o da transferência de renda e o eixo para a construção de equipamentos e creches em parceria com os municípios. Então, é um conjunto de ações pensando na fase mais importante da vida da pessoa que é a infância. Se a gente não tiver uma criança bem acolhida, orientada e estimulada isso pode comprometer o futuro das crianças”.

O II Seminário Internacional Mais Infância Ceará contou com profissionais de áreas diversas. Durante a Conferência Magna, por exemplo, o advogado Pedro Affonso Hartung, que é professor da universidade de Havard e coordenador do Programa Prioridade Absoluta do Instituto Alana, de São Paulo, debateu sobre ‘A Garantia dos Direitos das Crianças na Construção de um Futuro Sustentável’. Em sua explanação, ele explicou, entre outras coisas, sobre a importância de uma relação familiar fortalecida através do vínculo de carinho, levando em consideração os direitos integrais das pequenas e pequenos. “Temos o dever de superar as formas violentas de educação, encontrando métodos de afirmação positivos, de afeto, de uma educação presencial baseada no vínculo e pelo entendimento de que as crianças são capazes. O Código Civil de 2012 trata a criança como absolutamente incapaz; apesar de entendermos que essa incapacidade se refere aos atos da vida civil, isso traz um significado dela como titular de direitos. Crianças têm direitos fundamentais e integrais, por isso, desenvolvem esses direitos de forma própria, a exemplo da liberdade de expressão. Limitar direitos fundamentais é limitar o desenvolvimento”.

Estado inspirador

Chegando a terras cearenses na última segunda-feira(27), a vice-governadora Eliane Aquino esteve na Praça Mais Infância de Aquiraz, na Grande Fortaleza, inaugurada na última sexta-feira (24), e a Areninha da cidade, na brinquedopraça do bairro Sapiranga, na capital. Na comitiva, Eliane teve a companhia do secretário executivo de Proteção Social, Francisco Ibiapina, e do prefeito de Aquiraz, Edson Sá, além de Leda Lúcia Couto de Vasconcelos, responsável pela Secretaria de Estado da Mulher, Inclusão, Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos de Sergipe.

 

Última atualização: 30 de maio de 2019 09:50.

Pular para o conteúdo