Publicado em 23 de setembro de 2020 às 14:07.

Unidades de acolhimento em Sergipe recebem capacitação virtual sobre manipulação de alimentos e uso de EPIs


Encontro contou com a nutricionista Michelli Rios e foi realizado através de parceria entre secretarias estaduais de Assistência Social e da Saúde

Com o objetivo de difundir formas adequadas de manipulação de alimentos e uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) em tempos de Covid-19, a Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (Seias), em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), realizou uma capacitação virtual voltada às equipes que trabalham em unidades de acolhimento de Sergipe. Ministrado pela nutricionista Michelli Rios, o encontro aconteceu na última terça-feira (22), através de videoconferência, e contou com a presença de psicólogos, assistentes sociais, trabalhadores do serviço de limpeza e cuidadores de abrigos que acolhem idosos, crianças e adolescentes nos municípios.

Desde o início da pandemia, as unidades de acolhimento permanecem em funcionamento e atendendo diretamente ao público, como explica a diretora de Assistência Social da Seias, Inácia Brito. “Como todas as unidades se mantiveram em funcionamento, temos a preocupação com todos os trabalhadores, principalmente os que estão lidando diretamente com o público, a exemplo dos cuidadores. Por isso, é extremamente importante este momento de capacitação e de aprendizado sobre utilização dos EPIs e manipulação de alimentos, para instrumentalizar os novos trabalhadores sobre o uso correto dos equipamentos”, disse a diretora estadual de Assistência Social.

A palestrante convidada foi a nutricionista Michelli Rios, que apontou os riscos do ambiente durante o preparo de alimentos, cuidados que devem ser tomados para o recebimento de produtos e higienização adequada antes do preparo e consumo. “Até o momento, não existem evidências científicas de que o novo coronavírus seja transmitido por meio do consumo de alimentos. Porém, é necessário compreender que as boas práticas e os cuidados com a manipulação dos alimentos ajudam a prevenir não só a Covid-19, como também várias outras doenças que podem ser transmitidas através da má higienização e manipulação dos alimentos”, ressaltou a nutricionista.

Uma das participantes da capacitação foi a assistente social e coordenadora da Casa Abrigo para Mulheres Vítimas de Violência Eunice Barreto, Marli Silveira Ribeiro, que ressaltou a importância das capacitações para a atualização de conhecimentos dos profissionais que atuam nas unidades. “Além de motivar o grupo de trabalhadores, as oficinas e capacitações são muito importantes por ser uma forma de nos ensinar a lidar com as novas orientações, para sabermos como proceder. A Seias tem sempre essa preocupação em trazer as atualizações para nós. Achei muito bom e espero que aconteça mais vezes. A minha equipe se sente mais importante cada vez que participamos desses cursos”, afirmou a coordenadora do abrigo para mulheres.

A coordenadora do Abrigo Estadual Regional no município de Frei Paulo, Jessica Valadares Goes, agradeceu a preocupação do Estado em proporcionar cursos com temas relevantes, principalmente para o momento atual de pandemia. “A capacitação é de suma importância para os colaboradores da unidade, visto que estamos num momento extremamente difícil que requer muitos cuidados com a saúde, tanto de nossos colaboradores quanto de nossos usuários. Através da capacitação, agregamos conhecimentos específicos e, com isso, adquirimos mais segurança no desenvolver de todo o nosso trabalho”, concluiu a coordenadora do abrigo de Frei Paulo.