Governo formaliza doação de veículo ao Centro Regional Especializado em Atendimento à Mulher de Estância

Para facilitar as ações de enfrentamento à violência contra a Mulher nos municípios, o governo do Sergipe formalizou a doação de um veículo ao Centro Regional Especializado em Atendimento à Mulher (CREAM) de Estância. A assinatura aconteceu na Câmara de Vereadores local, e foi uma iniciativa da Casa Civil, com interlocução da coordenadoria de Políticas para a Mulher da secretaria de Estado da Inclusão Social (Seit).

De acordo com Érika Leite, representante da coordenadoria Estadual de Políticas para a Mulher da diretoria de Direitos Humanos da Seit, o veículo deverá facilitar o trabalho dos CREAMs regionais para o atendimento às mulheres. “Quatro municípios que receberão os carros: além de Estância, Itabaiana, Tobias Barreto e Propriá. O governo de Sergipe está formalizando a doação desses carros, que já estavam cedidos para uso dos municípios, para facilitar, de maneira definitiva, o acesso e o trabalho da Coordenadoria municipal da Mulher no enfrentamento à violência”, afirmou.

A coordenadora municipal da Mulher de Estância, Maria Guadalupe Batista, explicou a importância do veículo para realizar o trabalho de acolhimento e assistência às mulheres vítimas de violência doméstica. “Com o carro nós fazemos o trabalho de levar mulheres vítimas de violência para a maternidade Nossa Senhora de Lourdes, além de realizar palestras e atividades relacionadas ao enfrentamento à violência contra a mulher. Nossos projetos serão executados com esse carro, para transportar a equipe com todo o material e, por isso, essa doação é de extrema importância para o município. Agradecemos imensamente ao governo de Sergipe”, pontuou.

A solenidade de assinatura do termo contou com a presença de representantes da sociedade civil, da Polícia Militar e autoridades. O prefeito de Estância, Gilson Andrade, reafirmou a importância da doação. “É uma alegria imensa poder fortalecer a nossa parceria com o Governo, num momento em que temos que trabalhar integrados para avançar com essas políticas públicas, pois mesmo com implantação da Lei Maria da Penha, os casos de feminicídio continuam acontecendo. É uma realidade em Estância e em outras cidades do país, então é necessário esse comprometimento, para que a gente possa reduzir cada vez mais esses casos, e – quem sabe um dia – extirparmos a violência da nossa sociedade”, disse o prefeito.

Além da assinatura do termo de doação, foi realizada a segunda edição da Roda de Conversa de Articulação da Rede de Atendimento à Mulher, que contou com a presença de Ana Carolina Jorge, delegada da DAGV de Lagarto, e Sandra Aiache Menta, professora do departamento de terapia ocupacional do campus de Lagarto da Universidade Federal de Sergipe (UFS). A partir dos subtemas “Violência Doméstica e Familiar: A importância da articulação efetiva da rede e a implementação de políticas públicas eficientes”; e “Grupos reflexivos para homens autores de violência doméstica”, foram abordadas questões relativas ao acolhimento, prevenção e reparação das vítimas de violência doméstica e familiar. O evento foi concluído com explicações sobre prevenção e o compartilhamento de experiências sobre os temas. 

“É um trabalho que nós fazemos há oito anos, cuja proporção tem crescido cada vez mais. A ideia é contar um pouco sobre essa história e dizer que estamos à disposição para treinamentos, para buscar formas de combate à violência através da educação, e contar com o apoio do poder público, que tem sido nosso aliado nessa árdua luta para pôr fim à violência contra a mulher”, afirmou a professora Sandra Aiache.

|Fotos: Díjna Torres

Última atualização: 18 de setembro de 2019 14:03.

Pular para o conteúdo