Governo do Estado assegura segurança alimentar para população sergipana

A Seasic realiza diferentes programas de segurança alimentar pelo estado. O Programa Mão Amiga, por exemplo, alcançou nesta edição mais de 10 mil beneficiários

O Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado de  Assistência Social, Inclusão e Cidadania (Seasic), realiza ações voltadas à segurança alimentar e nutricional por todo o estado. Desde o início da gestão, foram criados e dado continuidade a programas que buscam garantir melhores condições alimentares a todos os sergipanos, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), Mão Amiga, Padre Pedro e Prato do Povo, além das iniciativas pontuais de recolhimento de doações de alimentos em festividades.

A secretária de estado da assistência social, inclusão e cidadania, Érica Mitidieri, reforça que o estado está comprometido com a segurança alimentar dos sergipanos. “A Seasic busca por meio das suas ações e programas reforçar a segurança alimentar e nutricional dos sergipanos. Então, o Programa Prato do Povo e o Restaurante Padre Pedro são locais importantes de distribuição de almoços para a população ter a refeição garantida”, destaca a secretária.

Em 2023, a Seasic reestruturou o PAA no estado, sendo uma política pública nacional fundamental para o fomento da Agricultura Familiar, por meio da inclusão social e econômica dos agricultores familiares, dos empreendedores familiares rurais e das famílias em situação de vulnerabilidade social, bem como para a garantia do acesso à alimentação adequada pelas populações em maior vulnerabilidade socioeconômica. “Com o apoio de 160 agricultores, entregamos a 54 entidades o que é colhido, totalizando cerca de 525.807,69 quilos de alimentos entregues”, corrobora a gestora.

Enquanto isso, o Mão Amiga segue em ação como um programa de transferência de renda que surgiu em 2009 e tem o intuito de mitigar os efeitos socioeconômicos do período de entressafra do cultivo da laranja e da cana, além do leite. Nesta edição, a execução do programa tem parceria com a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), alcançando em um ano e quatro meses mais de 10.500 beneficiários e com um valor de R$10.619.500,00 entregue até o momento.

Já o Restaurante Popular Padre Pedro é um local onde, por apenas R$1,00, a população sergipana pode garantir um almoço ou um jantar de qualidade, no Centro da capital. No restaurante, o almoço é oferecido a partir das 10h, o jantar a partir das 16h e o acesso é universal, ou seja, qualquer pessoa pode adquirir a refeição. Contudo, a prioridade são pessoas em situação de insegurança alimentar e vulnerabilidade social. Até o momento, foram fornecidas 826 mil refeições, totalizando um investimento de mais de R$1.573.260,94, em 2024. 

A execução do Programa Prato do Povo iniciou este ano com um investimento de mais de R$ 22 milhões, contemplando 21 municípios sergipanos. Seu público-alvo é a população mais vulnerável, devidamente cadastrada no Cadastro Único (CadÚnico). Por meio do programa, são ofertadas cerca de 200 refeições diariamente, cinco vezes por semana, cuja composição contém uma proteína, dois acompanhamentos, uma guarnição, salada, suco e sobremesa. Desde fevereiro deste ano já foram entregues 300 mil marmitas em todos os municípios contemplados até o momento, como planejamentos de ampliação.

Ações

Em ações festivas do Governo do Estado, como o Natal Iluminado, a Secretaria esteve presente com o recolhimento de doações de alimentos para distribuição em Organizações Não Governamentais (ONGs), com um total de mais de 7 mil kg de alimentos entregues. Assim como o Cartão Mais Inclusão (CMais) Fenil, que também busca garantir a segurança alimentar dos pacientes diagnosticados com a fenilcetonúria, com um investimento de mais de R$ 52 mil.

Além disso, ciente da necessidade de avançar nos programas que promovem a segurança alimentar, o Governo de Sergipe e a Seasic têm desenvolvido os seguintes programas: Bancos de Alimentos; Cozinhas Comunitárias; Centrais de Agricultura Familiar; Hortas Agroecológicas, além do Programa Cisternas, o que representa mais de R$ 13 milhões, que serão investidos em políticas-públicas para atender a população vulnerável. O coordenador geral da Diretoria de Segurança Alimentar da Seasc, Luiz Campos, destaca que os programas da Secretaria são essenciais para maior garantia da segurança alimentar no estado. “Muitos programas como o PAA, Prato do Povo e o Restaurante Popular Padre Pedro estão atuando e gerando uma distribuição digna de alimentos para a população sergipana. Além disso, projetos como o PAA estadual, cisternas, hortas urbanas e periurbanas, central de distribuição de alimentos, banco de alimentos e cozinha comunitária são projetos que já estão em processo de finalização para seus lançamentos”, enfatiza. 

Diante disso, o setor busca com os seus programas oferecer o melhor para a saúde alimentar da população. “O Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional busca sempre atender aqueles que estão na ponta, levando e garantindo a segurança alimentar e nutricional nos municípios sergipanos”, finaliza Campos.

Última atualização: 26 de junho de 2024 12:23.

Pular para o conteúdo