Equipe da Casa de Passagem Estadual participa de capacitação para uso de EPIs

Ação acontece em parceria entre secretarias de Assistência Social e de Saúde; Equipamento acolhe pessoas em situação de rua

Nesta quinta e sexta-feira (29 e 30 de outubro), os 40 trabalhadores que atuam na Casa de Passagem Estadual participaram de capacitação para o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) em prevenção ao contágio pela Covid-19. Mantida pela Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (Seias), a Casa de Passagem acolhe pessoas em situação de rua ou em trânsito, integrando o serviço da Proteção Social Especial de Alta Complexidade do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Atualmente, 22 pessoas estão abrigadas no local, entre homens, mulheres, transexuais e crianças acompanhadas dos pais. Em parceria com a Seias, a capacitação foi realizada pelo Núcleo Estadual de Educação Permanente (NEEPS) da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

O enfermeiro e gerente de educação e saúde do NEEPS, Ronei Barbosa, ministrou a capacitação, e explicou sobre a forma correta de utilização para os EPIs: avental impermeável de mangas longas, máscara cirúrgica, gorro, protetor facial e luvas de procedimento. “O objetivo principal foi mostrar como utilizá-los e, principalmente, como retirá-los, pois a grande fase de contaminação acontece durante a retirada do EPI. Trouxemos um vídeo do Sistema Único de Saúde (SUS) com a demonstração e também fizemos um momento de prática para reforçar os aspectos mais importantes sobre a utilização do equipamento de proteção individual”, explicou o técnico da SES.

O vigilante Lenilson Mota é um dos funcionários da Casa de Passagem e contou que esta já é a segunda capacitação sobre utilização de EPIs. “Já tínhamos recebido uma capacitação online, junto com a Vigilância Sanitária, e agora tivemos esse momento presencial para nos mostrar como utilizar. A utilização desses equipamentos será muito importante, pois ficaremos mais seguros e protegidos. Por ser um serviço essencial, o trabalho da Casa de Passagem não parou durante a pandemia. Como nosso público é de pessoas em situação de rua, que tem contato com diversas outras pessoas, se faz ainda mais importante”, disse o funcionário.

A capacitação foi realizada em duas turmas para evitar aglomeração e contemplar todos os funcionários. A coordenadora da Casa de Passagem, Jainne de Oliveira, ressaltou a importância dos cuidados durante a pandemia. “Temos aqui profissionais da coordenação, assistente social, psicóloga, vigilantes, serviços gerais, cozinheiras e cuidadoras sociais. Desde o início da pandemia, trabalhamos a conscientização tanto dos funcionários quanto dos usuários. Assim que entram no serviço, de imediato os usuários precisam tomar banho e, no dia a dia, eles precisam higienizar constantemente as mãos com sabonete líquido e álcool em gel. A unidade também é higienizada com água sanitária durante todo o dia e disponibilizamos o álcool em todas as áreas do equipamento”, enfatizou a coordenadora da Casa de Passagem.

O objetivo é levar a capacitação para os demais equipamentos socioassistenciais, segundo destaca Martha Arcieri, auxiliar técnica de referência da Proteção Especial de Alta Complexidade da Seias. “Ter esses EPIs, juntamente com a parceria com a Secretaria de Saúde, é indispensável para garantir o melhor para os nossos usuários e profissionais. Futuramente, visamos que essa capacitação ocorra com todas as unidades de acolhimento do Estado, que englobam, além da Casa de Passagem, o Abrigo para Mulheres e as unidades de acolhimento para crianças e adolescentes”, disse a técnica da Assistência Social.

Fotos: Pritty Reis

Última atualização: 30 de outubro de 2020 14:02.

Pular para o conteúdo