Camarote da Acessibilidade oferece conforto e segurança no Verão Sergipe 2024

O objetivo é garantir diversão para todos os sergipanos e turistas, transformando o espaço cultural ainda mais inclusivo

O Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Assistência Social, Inclusão e Cidadania (Seasic), disponibiliza, durante os shows do Verão Sergipe 2024, o Camarote da Acessibilidade para as pessoas com deficiência (PcD) ou mobilidade reduzida. O intuito é garantir diversão para todos os sergipanos e turistas, transformando o espaço cultural ainda mais inclusivo.

A estrutura, gerenciada pelas secretarias envolvidas no evento, tem capacidade para 125 pessoas e atende às normas da Lei Brasileira de Inclusão (LBI) e da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). O espaço está posicionado ao lado do palco principal, oferecendo uma visão privilegiada das apresentações musicais.

O camarote tem rampa de acesso, banheiro exclusivo e piso tátil e conta com sistema de proteção contra incêndio e pânico. Em caso de emergência, os participantes podem entrar em contato com a Polícia Militar, por meio do 190, e também com o Corpo de Bombeiro Militar, pelo telefone 193. É importante ressaltar que profissionais da segurança e da saúde estão sempre presentes no evento.

A secretária da Seasic, Érica Mitidieri, destacou a importância do Camarote da Acessibilidade nos eventos promovidos pelo Governo do Estado. “Esse espaço garante às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida o direito à inclusão. Todos merecem estar nos locais de lazer com conforto, comodidade e segurança, e é esse o compromisso que a nossa gestão tem para melhorar a vida de todos os sergipanos”, disse. 

Para ter acesso ao camarote, a pessoa com deficiência precisa apresentar a carteirinha de eventos. Em relação à pessoa idosa, qualquer documento de identificação (RG, carteira de trabalho, CNH). Cada pessoa com deficiência ou mobilidade reduzida terá direito a apenas um acompanhante, conforme a Lei nº 13.146/15 Estatuto da Pessoa com Deficiência e Lei nº 10.741/2003 Estatuto do Idoso.

O cadeirante do município de Pacatuba Gabriel Nascimento, de 23 anos, afirmou que o espaço possibilitou conforto visual para curtir os shows. “Foi uma ótima iniciativa esse camarote, porque um cadeirante que está no espaço tem uma ampla estrutura para poder ter uma bela visualização do palco. Estou gostando bastante”, disse, durante o Verão Sergipe em Ponta dos Mangues, que ocorreu entre os dias 19 e 21 deste mês.

A servidora pública de Aracaju, Ieda Souza, que tem epicondilite no braço, doença que rompe o ligamento do ombro, afirmou que o Camarote da Acessibilidade garante segurança a quem não pode se divertir no meio da multidão. “O espaço é uma ideia muito boa para a pessoa que não pode estar no meio do povo. É um conforto, uma tranquilidade para que a gente também possa aproveitar uma festa muito bonita como essa. Então, esse camarote é muito importante”, ressaltou.

Morador de Canindé de São Francisco há 27 anos, Marcelo Aragão, 49, é cadeirante e, também, aprovou o espaço na edição do município do alto sertão. “Espetacular, show de bola, a assistência foi dez, há muita atenção aqui”, afirmou. “Tudo perfeito, muito organizado e com muita segurança”, completou a esposa de Marcelo, Vânia Oliveira.

Última atualização: 29 de janeiro de 2024 13:25.

Pular para o conteúdo