Assistência Social participa do Encontro Estadual da Busca Ativa Vacinal

Evento debate medidas para ampliar a cobertura vacinal do público infantil nos municípios sergipanos

A Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Seasc) participou nesta quarta-feira, 1º, do Encontro Estadual da Busca Ativa Vacinal (BAV), que teve como tema ‘Imunizar é cuidar: quem ama vacina’. O evento foi promovido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) em parceria com o Centro Dom José Brandão de Castro (CDJBC) e reuniu, no Centro de Convenções AM Malls Sergipe, em Aracaju, equipes das secretarias municipais de saúde, educação e assistência social. Ao todo, foram mobilizados 56 municípios sergipanos.

O encontro faz parte das capacitações do Selo Unicef, uma das principais iniciativas para garantir os direitos de meninas e meninos na Amazônia Legal e no Semiárido brasileiro. Como parte da programação, foi apresentada a estratégia Busca Ativa Vacinal, disponibilizada gratuitamente pelo Fundo para fortalecer o trabalho intersetorial na identificação de crianças e adolescentes não vacinados, assim como a adoção de medidas para garantir a atualização da carteira de vacinação.

A superintendente da Atenção Integrada à Primeira Infância da Seasc, Alynne França, falou sobre o papel da Assistência Social para a garantia do desenvolvimento das crianças e adolescentes e frisou a importância da vacinação nos primeiros meses de vida.

“Para a pasta da primeira infância, falar de vacina é falar de vida! Nós sabemos que o desenvolvimento infantil é pautado nas questões de saúde e de alimentação, prioritariamente. Uma criança bem nutrida, uma criança vacinada, é uma criança que tem mais oportunidades de se desenvolver. O Unicef sempre foi um parceiro, mas nesta gestão do governador Fábio Mitidieri e da secretária Érica Mitidieri, a gente desde o princípio vem com uma presença muito mais evidente e eficaz do Unicef dentro do nosso estado”, avaliou.

A superintendente também destacou a aprovação da Lei Estadual da Primeira Infância, o ‘Ser Criança’, que tem como uma das propostas o fortalecimento do trabalho intersetorial. “A lei da primeira infância vem para estabelecer uma política de estado que vai além da transferência de renda. Então, ela é uma política que tem nas suas ações a previsibilidade no trabalho da assistência, educação e saúde, aliando aí a outras secretarias de governo. A intenção é que todos se reúnam com esse olhar para a primeira infância. Ela vem alimentar um compromisso do governo de estar olhando para o desenvolvimento infantil”, declarou.

A Chefe do Escritório do Unicef para os Estados de Sergipe, Bahia e Minas Gerais, Helena Oliveira, explicou que o evento faz parte de um cronograma de atuação para discutir temas importantes e destacou a importância das campanhas de conscientização para atingir a população. “Então a ideia é que a gente possa discutir a importância da vacinação e quais estratégias podemos fazer a nível municipal para melhorar essas taxas. É essencial que a gente tenha ações de mobilização da sociedade, sobretudo em atividades como essa de imunização. As campanhas têm a ver com mudanças de comportamento e de entendimento sobre a questão da proteção à saúde e à vida”, falou.

A mobilizadora do Selo Unicef do município de Poço Verde, Elaine Barbosa, reforçou que esse encontro é muito importante para auxiliar as gestões municipais. “Este evento é de suma importância, dado o impacto da mobilização a nível nacional. Os dados oficiais da última campanha ainda não saíram, mas acreditamos que superamos a meta e trabalhamos a cada dia para o fortalecimento dessa campanha. Poço Verde é um município comprometido e a gestão abraça essa causa”, destacou.

Além do encontro presencial, ao longo de todo o ciclo do Selo Unicef, será oferecida assistência técnica para fortalecer o compromisso da gestão municipal na garantia dos direitos de crianças e adolescentes, propondo ações que auxiliem o alcance de resultados e indicadores pela infância e adolescência de meninos e meninas no município.

Busca Ativa Vacinal

A Busca Ativa Vacinal é uma estratégia do Unicef para colaborar com municípios na garantia da imunização infantil. Usando uma metodologia social e uma ferramenta tecnológica – que será disponibilizada gratuitamente para municípios – a iniciativa contribui para identificar crianças menores de 5 anos com atraso vacinal ou não vacinadas; estabelecer estratégias para encaminhá-las aos serviços de saúde e atualizações de vacinação; monitorar a cobertura vacinal e acompanhar a situação vacinal da população alvo; e identificar e responder a vulnerabilidades que levam à não vacinação. A estratégia incentiva a participação de diferentes áreas na BAV – como Educação, Saúde, Assistência Social, entre outras – fortalecendo a rede de garantia de direitos. Para a Busca Ativa Vacinal, o Unicef conta com a parceria estratégica da Pfizer e o apoio da Fundação José Luiz Egydio Setúbal.

Selo Unicef

O Selo Unicef é uma iniciativa do Unicef para fortalecer as políticas públicas municipais voltadas para crianças e adolescentes. Ao aderir ao Selo de forma espontânea, os municípios assumem o compromisso de manter a agenda de suas políticas públicas pela infância e adolescência como prioridade. A metodologia inclui o monitoramento de indicadores sociais e a implementação de ações que ajudem o município a cumprir a Convenção sobre os Direitos da Criança, que no Brasil é refletida no Estatuto da Criança e do Adolescente. O sucesso do Selo Unicef é resultado da parceria entre Unicef e governos estaduais e municipais por meio da atuação integrada e intersetorial. A atual edição (2021-2024) conta com a participação de 2.023 municípios de 18 estados, onde vivem mais de 17 milhões de crianças e adolescentes.

Última atualização: 6 de novembro de 2023 08:20.

Pular para o conteúdo